Close

Maio 27, 2019

Na Revelação, Diogo fez a afirmação

Já se deu por terminada a primeira edição da Liga – e logo depois da Taça – Revelação, competição que serviu de rampa de lançamento a dezenas de jogadores, mas não só. Também alguns jovens treinadores tiveram a oportunidade de surgir num patamar competitivo exigente e um deles está ligado à Football Moment: Diogo Oliveira desempenhou a missão de preparar os guarda-redes do Feirense e habilitá-los não apenas para os desafios como também para o futuro.

Disputada toda a temporada e apesar de a equipa não ter deixado os lugares de fundo da tabela não deixam de existir muitas ilações positivas a retirar do trabalho de Diogo, que em Fevereiro contava 44 golos sofridos pelos seus pupilos, marca que apesar de elevada colocava a equipa fogaceira acima de vários dos seus adversários directos e não fosse uma derrota administrativa (3-0) atribuída no desafio que a colocou ante o Sporting e o Feirense poderia não ter terminado a primeira fase da competição segurando a ’lanterna vermelha’.

Nesse momento, o técnico de guarda-redes da equipa sub-23 do Feirense contribuiu para a evolução de uma equipa que foi melhorando pouco a pouco e com jovens a chegar às selecções nacionais jovens, em especial o guarda-redes Tomás Bozinoski, internacional jovem pela Macedónia. A temporada prolongou-se de forma calma e mais rapidamente teria seguido não fora a inexperiência de alguns jogadores, realidade já esperada no início e que serviu como aliciante a quem trabalhou nesta estrutura que espera resultar em frutos desportivos e financeiros num futuro próximo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *