Close

Maio 6, 2019

Marwane no meio de campeões do Mundo

Quando iniciou a ligação com Marwane Benamra, a Football Moment conhecia todo o ‘pedigree’ do talentoso jogador na sua formação que passou pelo poderoso Olympique de Lyon, no qual evoluiu junto de várias figuras do futebol mundial, duas delas com estatuto de campeão do Mundo conquistado no ano transacto no Mundial 2018 ao serviço de França e um terceiro que figurou na pré-convocatória e igualmente dispensa apresentações – falamos de Corentin Tolisso e Nabil Fékir, que conquistaram o título mundial, e Anthony Martial, que ficou fora da lista dos 23 finais.

Marwane dividiu o balneário com estes três craques e revela pormenores sobre o tempo que passou com cada um: “tenho muito boas recordações desses tempos, com o Lyon ganhei os meus primeiros títulos e torneios de futebol.”

Marwane teve a companhia de três das grandes figuras do futebol internacional na actualidade

Sobre Tolisso, estrela que figura no campeão alemão Bayern de Munique e surge como primeiro a contar pela direita na imagem, o nosso representado identifica que “tinha muito carácter e uma mentalidade muito forte porque se lesionou quando tinha, creio, 16 anos, e voltou mais forte fisicamente e na cabeça” para se tornar no campeão ao nível de clubes e selecções que é hoje. É com Fékir que Marwane Benamra convive de forma mais próxima, embora recorde que “com Fékir não joguei muito.”

“É mais velho do que eu, mas éramos amigos e é um bom homem. Discreto mas com muita qualidade, tecnicamente e trabalha muito”, explica. Fékir não surge na imagem como os restantes craques, dado que pertencia à geração etária seguinte, e não surge na imagem na companhia da estrela maior do US Mondorf-les-Bains que para além de Tolisso também dividiu balneário com Martial, craque do Manchester United e que “era um jogador diferente de nós, que jogava como um profissional desde pequeno. “

“Foi difícil o primeiro ano quando chegou a Lyon porque tinha somente 14 anos,”recorda o criativo franco-argelino que brilha na BGL Ligue, acrescentando que assim que Martial, o segundo a contar da direita na imagem, se adaptou “foi tão fácil para ele jogar connosco, eliminar, marcar, tudo era fácil para ele. Tem muitas potencialidades e em velocidade é incrível”, esperando reencontrar-se em campo com os três. “Não sabemos nada na vida, mas é possível”, concluiu com a esperança de que a sua carreira também o eleve aos mais altos patamares.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *